A Desmotivação no Trabalho

A Desmotivação no Trabalho

A desmotivação no trabalho é hoje uma das principais causas de demissões, pedidos de desligamento e afastamento por doença dentro de empresas. Parece mentira, mas boa parte atestados por “gripe”, “viroses”, etc., são na verdade a desmotivação disfarçada. O mais impressionante é ainda existir a falta de preocupação com este assunto dentro de empresas, mas este post serve para dar uma “mãozinha” neste momento, para ambos os lados da moeda.

O primeiro ponto a ser avaliado, é descobrir o que está causando a desmotivação. Seja do ponto de vista da empresa, quanto do ponto de vista do funcionário. Após isto o mal deve ser tratado, mas tratado com MOTIVAÇÃO, e não cortando o mal.

Desmotivação e a FrustraçãoVamos entender os males da desmotivação: Um funcionário desmotivado, conforme pesquisas de 2010, produz cerca de 60% menos que o seu potencial (absurdo mesmo o número). Sabe-se também que este não só está desmotivado, como acabará por deixar outras pessoas desanimadas também. Alem do mais, existe a preocupação com a saúde do trabalhador, já que os efeitos psicológicos podem ser graves, depois de certo tempo. Perca de produtividade, faltas, baixo rendimento, perda de qualidade, são apenas alguns exemplos que a empresa pode ter de enfrentar por causar ou simplesmente deixar que causem a desmotivação de um funcionário, e normalmente a desmotivação, vem depois da INSATISFAÇÃO! Por conseqüências: Frustrações!!!

A EMPRESA deve entender: Se o funcionário está desmotivado, insatisfeito, não se pode taxar o mesmo. Se ele postou em uma rede social: “Que dia de @#$%#@ mesmo!” ou “Me #$%@& de novo neste emprego” ou até “Esta empresa é uma @#$*&%$@#$%#$”, É por que algo o está incomodando. É nesta hora que a calma deve agir, saber que a frustração já tomou conta, e a atitude correta é conversar com ele, entender o que o incomoda. Ainda existe uma pequena e medíocre minoria de empresas que acha que este funcionário será uma pedra no sapato, porém, na verdade, a empresa deve se preocupar é COM O QUE ELA ESTÁ FAZENDO DE ERRADO, pois pode ter certeza, não é só ele quem está desmotivado com o trabalho. Seja qual for o motivo (se por salário, falta de benefícios, tratamento com rigor excessivo, etc.) a empresa é quem é responsável por mudar este quadro, e trazer o profissional de volta, melhorando-o e dando motivação ao mesmo para recuperá-lo. O Ataque do DesânimoDemiti-lo? É simplesmente a PIOR das atitudes a serem tomadas. Primeiro por que estará gastando dinheiro desnecessário, segundo, por que este funcionário com certeza já está com tamanho descontentamento com a empresa que o remorso será carregado consigo por muito tempo, e a quantidade de advogados que procurará este “ex” funcionário para que ele entre com uma ação contra a empresa será grande (acredite, ele irá ganhar, mas não é neste post que explico como, até para não induzir ninguém a nada). Cative o seu funcionário e entenda de uma vez por todas que você precisa dele, que não adianta um “discursinho”, pois ele vive na realidade. Nem só de tapinha nas costas vive o ser humano. Escute e ouça o que ele tem a dizer. Trabalhe estas questões, e, de preferência, mude o que for possível. Se há desmotivação na empresa, preocupe-se, pois uma peça fundamental pode estar desabando.

Desmotivação Gera "Atitudes"O FUNCIONÁRIO deve entender: As desmotivações pessoais não devem ser levadas ao trabalho. Todos sabem que é difícil deixar de pensar nos problemas financeiros, conjugais, com filhos, com justiça, ou com o que quer que seja, porém, o ambiente de trabalho é lugar de trabalho, logo, deixe apenas o que é de dentro do ambiente de trabalho na empresa, o resto, “para fora do portão”. Já, se o problema é justamente o ambiente de trabalho, não se esqueça de falar com quem for necessário, de explicar como está se sentindo, o que lhe faz sentir-se assim, e o que você precisa. Pense, reflita, acalme-se e então “ponha para fora”. Se você já fez tudo isto e não deu certo, posso dizer que você está dentro de uma empresa que é a minoria, então, que tal procurar outro emprego ao invés de ficar reclamando cada vez mais? Se você se sente desvalorizado, procure pela valorização que você busca, se o problema é outro, acabe com o problema, e não com a sua reputação. Assim que o que você realmente merece aparecer, você conseguiu…

Principais causas da Insatisfação e da desmotivação do funcionário:

  • Desmotivação gera Cansaço FísicoSalário Abaixo da Média
  • Promessas nunca cumpridas
  • Aumento/promoção prometido(s) que nunca vem
  • Promoções que vão para o filho de “não sei quem” ou para o sobrinho de “outro alguém”
  • Auxílio alimentação que não paga nem mesmo a metade do que se gasta com a mesma
  • Falta de controle na empresa
  • Ausência de benefícios – ou
  • Benefícios muito inferiores as demais concorrentes funcionais
  • Despreocupação da empresa com a saúde ou bem estar dos funcionários…

Desmotivação gera Stress

Gestão Circular não efetua qualquer tipo de venda nem possui qualquer tipo de anúncio, e seu conteúdo é de acesso livre a todos os públicos.

E A LISTA VAI FICANDO CADA VEZ MAIS LONGA…

Para que complicar, se podemos simplificar? A vida é simples, nós é que a complicamos. O “Patrão” deve entender que lida com seres humanos, e estes tem necessidades básicas. E é claro, a desmotivação também pode levar um trabalhador a ter atitudes um tanto quanto “incomuns” dentro da empresa…

Inúmeras são as formas de se manter a motivação de um funcionário, mas vou citar apenas exemplos, ao invés de ensinar como fazer: Feedback Pontual, “MASP”, Planos de Melhorias, planos “especiais”, Projetos de Carreira, Auxílios Extras, etc… Mas aqui infelizmente não há espaço para ensinar a implantar isto. Cabe a empresa ter esta preocupação, e por mais que eu saiba a implantação destes processos, este post não é o lugar de ensiná-los…

Alexandre Fiorentin

Mais uma vez eu peço: Sem plagiar o texto, ok?

About these ads

7 Comentários

Arquivado em A Gestão Circular, Gestão, Liderança, RECURSOS HUMANOS

7 Respostas para “A Desmotivação no Trabalho

  1. sempre adorei o meu trabalho, minha chefe me inspirava confiança e sentia q confiava em mim, porem a algum tempo vinha me sentindo doente, cansada mal humorada, e decidi sair de ferias no vencimento das mesmas, avisei meses antes a minha chefe ja q cuido do RH da empresa, compras e algumas coisas,e quando chegaram as mesmas ela decidiu q nao iria concede-las, queria me obrigar a vender dias das ferias, e nas bastando isso me fez passar todas as senhas e mails a outro funcionario como uma forma de “vingancinha” mediocre, agora q voltei me trata mal, reclama até dos pingos nos “is”, nao me sinto motivada a criar nada, nem organizar nada pq todos os programas q desenvolvi dentro da empresa foram repassados a outros funcionarios depois de pronto e nao tenho mais envolvimento neles, todos os dias me critica por algo e nada esta certo se nao faço a maneira dela, nao posso pedir demissao por estou terminando o curso superior é meu ano de formatura e moro sozinha, esta desestabilizada no emprego poderia me forçar a prar de estudar e eu nao desejo isso.

  2. keyth baldez

    adorei o post pôs estou com um problema com um dos meus colaboradores que se encaixa nesse perfil…

  3. jaqueline Jesus

    Gostei muito pois tive conhecimento do quanto os colaboradores são importante pra o crescimento organizacional.

    • Isto mesmo Jaqueline, e muito obrigado por seu comentário.
      Existe uma real importância dos colaboradores que deve ser vista e revista por todas as organizações. Uma empresa não sobrevive de números apenas. Quem trás os números são sempre os colaboradores, logo, estes devem ser, literalmente, levados como “a engrenagem mais importante de uma organização”.
      Um forte abraço.
      Cordialmente,
      Alexandre Fiorentin

  4. hermano junior

    Concordo com as colocações acima,traduz a minha profissional hoje em tudo que foi explanado neste post.Muito bom.

  5. Marina Braga

    Alguma empresa te inspirou pra escrever tudo isso?
    Mais uma vez parabéns!!! Excelente material.

Deixe seu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s